quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

NOTA DE REPÚDIO

RECEBEMOS DO ICED - INSTITUTO CEARENSE DE EDUCAÇÃO A SEGUINTE NOTA REPUDIO QUE PUBLICAMOS NA INTEGRA:

O Instituto Cearense de Educação – ICED, Escola Técnica a Distância e Polo Presencial dos cursos a distância da Faculdade Educacional da Lapa e demais convênios, vem através deste, demonstrar seu repúdio a matéria publicada no blog Miolo de Pote com o seguinte título: “ICED: ALUNOS COM MEDO SEREM PASSADOS PARA TRÁS”, os responsáveis pelo blog não se deram o trabalho de buscar informações concretas para a produção da matéria, ignorando os preceitos básicos e o CÓDIGO DE ÉTICA DOS JORNALISTAS BRASILEIROS que em seu Art.7 diz que “O compromisso fundamental do jornalista é com a verdade dos fatos, e seu trabalho se pauta pela precisa apuração dos acontecimentos e sua correta divulgação”.  
Cito ainda o Art.13: “O jornalista deve evitar a divulgação de fatos: a) Com interesse de favorecimento pessoal...”
E por fim o Art.14 alínea a, cita “Ouvir sempre, antes da divulgação dos fatos, todas as pessoas objeto de acusações não comprovadas, feitas por terceiros e não suficientemente demonstradas ou verificadas.”.
Considerando que as informações postadas na reportagem não condizem com a realidade dos fatos, cito: “Vai ser Diploma ou Certificado?”, “Nada foi entregue aos Alunos”. Ocorre que qualquer aluno egresso de qualquer instituição, poderá receber a CERTIDÃO DE CONCLUSÃO, que comprova que seu curso fora concluído, tendo este validade nacional a fins de comprovação de títulos, em seguida a instituição emite o DIPLOMA, que se trata de um documento formal, emitido por uma instituição de ensino, para comprovação de conclusão de curso.
Lastimamos a ausência de ética, profissionalismo e busca de informações sólidas na produção de matérias.
Conforme disposto no Art. 15 - O jornalista deve permitir o direito de resposta às pessoas envolvidas ou mencionadas em sua matéria, quando ficar demonstrada a existência de equívocos ou incorreções.
O ICED solicita, com base no artigo supracitado, o direito de resposta, ou a solicitação de informações para a retificação da matéria, através do e-mail iced@iced.com.br, caso o mesmo não se faça, a instituição em defesa de seus direitos, moverá uma ação exigindo o direito de resposta e reparação dos danos cíveis e morais causados.
E por fim, mantem-se programada para dia 05 de Janeiro das 18:00 às 21:00, na Rua 24 de Maio Nº 59, a visita de uma comissão para atendimento e entrega de documentos conforme protocolo exigido.

OBSERVAÇÃO

Quanto as informações postadas no Blog, todas são verdadeiras, visto que a senhora Joelita Pereira Cunha é aluna do Curso de Pedagogia-Turma 3 e a mesma foi na sede do ICED em Fortaleza no dia 22/12/2016, acompanhada por mim, e lá falou com senhora Georgia, que deu as informações postadas no blog referente ao atraso e sobre quando seria entregue, que não havia data definida e que dependia dos Correios. Quanto a questão de Diploma ou Certificado, até o momento não foi definido, pois a própria Georgia não afirmou o que realmente seria entregue, e o representante do ICED em Camocim, o senhor Jair, também não sabe que documento será entregue aos alunos.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

ICED: ALUNOS COM MEDO SEREM PASSADOS PARA TRÁS


Vai ser Diploma ou Certificado?????

Os alunos do Curso de Graduação em Pedagogia da instituição ICED -Instituto Cearense de Educação do Polo de Camocim estão em pavorosa, pois já é bem a quarta vez que é prometido a entrega do documento de conclusão do curso pela senhora Georgia – Coordenadora do ICED, sendo que até hoje nada foi entregue aos formandos. Tem ainda a questão, de ainda existir turma que está a mais de ano esperando pelo documento.
Segundo informações obtidas por este blogueiro, faz temo que está sendo prometido a entrega do documento que comprova a conclusão do curso de Graduação em Pedagogia pelas turmas 1, 2 e 3. Sendo que até o presente o momento, nada foi entregue aos alunos das referidas turmas que já concluíram todas as disciplinas. Outro problema é a duvida sobre que tipo de documento eles vão receber pela conclusão do curso, pois, segundo informações repassadas pelo representante do ICED em Camocim, o senhor Jair Alexandrino, os alunos vão receber um “CERTIFICADO”. Isso é estranho, pois o Certificado é um documento fornecido para certificar ou comprovar que alguém participou de algum evento, como congresso, simpósio, encontro, ciclo de estudos, palestra, conferência, ou de algum curso de extensão cultural ou de nível secundário, como supletivo. O certificado é registrado na própria instituição que o emitiu e não necessitam estarem regulamentados em um órgão específico para a sua emissão. Por ser um curso de Nível Superior, neste caso, Graduação em Pedagogia – Licenciatura, o documento que deveria e deve ser entregue aos formandos, é um “DIPLOMA”. Pois o diploma, é que é o documento formal para está situação. Ele é emitido por instituições de ensino com cursos reconhecidos, habilitando seu titular ao exercício de uma profissão. Os mesmos são emitidos para comprovar a conclusão em cursos de graduação (bacharelado, licenciatura e tecnologia) e de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado). Os diplomas devem serem expedidos para cursos reconhecidos por lei e quando registrados terão validade nacional. Se essa informação fornecida pelo representante do ICED for verdade, os alunos podem estão sendo enganados e receberão um documento que não tem validade para efeito profissional. Vale salientar que muitos alunos são professores da Rede Pública e Particular e estão necessitando desse documento para regularizarem suas situações funcionais junto as suas escolas. Outro coisa, é que os alunos pagaram por esse curso 48 parcelas com valor médio de R$ 150,00, que é um investimento muito alto, para que o retorno não seja compensatório. Já tem aluno pensando em acionar a Justiça, para que seja possível o recebimento do documento. Um desses alunos, é a senhora Joelita Pereira Cunha, que me informou que já entrou em contato com um advogado, aqui de Camocim, para ver quais as medidas cabíveis e que poderia ser tomadas nessa situação. Ela ainda falou que foi ao ICED em Fortaleza, e que recebeu a promessa, diretamente da senhora Georgia – Coordenadora do ICED, que os documentos de comprovação da conclusão do curso serão entregues, as três turmas, no começo de Janeiro de 2017, e que não foi efetuado ainda, devido o atraso na entrega dos mesmos pela Empresa Brasileira de Correios e Telegrafos-EBCT (Correios). Segunda ela, a coordenadora, falou ainda, que como o ICED vai ficar de recesso durante o Natal e Ano Novo, a entrega pode demorar um pouco mais.
Agora, com a palavra os demais alunos e o próprio ICED, que é o verdadeiro responsável pelo atraso na entrega do documento de conclusão do Curso desses alunos.

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

GREVE DOS BANCARIOS: PODE TER ACORDO???

Fenaban apresenta nova proposta de reajuste de 8% mais abono de R$ 3.500 em 2016

A federação dos bancos (Fenaban) apresentou, na reunião desta quarta-feira, 5/10, em reunião em São Paulo, com o Comando Nacional dos Bancários,  proposta de reajuste para 2016 de 8% mais abono de R$ 3.500. No vale-alimentação o reajuste seria de 15% e de 10% no vale-refeição e no auxílio creche-babá. A licença-paternidade passaria para 20 dias. Sobre emprego, seria criado um centro de realocação e requalificação.
Para 2017, a proposta prevê reajuste de acordo com a inflação (INPC) mais 1% de aumento real para os salários e em todas as verbas. Sobre os dias parados, a Fenaban propõe a compensação de todos os dias, sem prazo limite.
Foi dado um intervalo e o Comando Nacional dos Bancários está reunido. O SindBancários acompanha a reunião e irá atualizar as informações.
Crédito foto: Caco Argemi
Fonte: Imprensa SindBancários

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

CAMOCIM: MÔNICA AGUIAR É REELEITA PREFEITA

Foto tirada da internet
O resultado das urnas já saiu e por mais quatro anos teremos Mônica Aguiar como prefeita de Camocim. Se vai ser bom ou não? Só o tempo será responsável por responder essa indagação.
Agora temos que, nos próximos quatro anos, ter clara a seguinte premissa: a cobrança do que foi prometido pela prefeita reeleita. Ela prometeu, então vai ter que cumprir. Ela não vai ser cobrada apenas pela oposição, mas também será cobrada pelos seus eleitores, que acreditaram que votando nela terão melhores condições de vida em nosso município. Acredito que agora: teremos o término do asfaltamento da cidade; teremos a tão esperada e necessária reforma do Mercado Público; teremos a realização de Concurso Público e a convocação dos que foram aprovados no concurso anterior; teremos investimento real no turismo de Camocim; teremos a melhoria da educação de Camocim com a contratação de professores qualificados; teremos o término das filas nos postos de saúde com a implantação da marcação de consultas por telefone; teremos a disponibilidade, sem falta, de remédios na Farmácia Municipal e a compra de remédios nas farmácias particulares para suprir os remédios não fornecidos pelo SUS e assim atender os doentes que não podem comprar; teremos a construção de casas populares para a população de baixa renda de Camocim; teremos a implantação do Transporte Público em Camocim; e teremos a ampliação da Guarda Civil Municipal para realizar a proteção do patrimônio de Camocim.

Tenho certeza que a Prefeita Mônica Aguiar é uma mulher de palavra e honesta para com seus eleitores e para com a população de Camocim. Assim, vai ser muito fácil para a prefeita, cumprir tudo que foi prometido, pois ela terá o apoio do Deputado Sérgio Aguiar e do Governador Camilo Santana, que daqui menos de dois anos vão está em Camocim pedindo voto aos mesmos eleitores que neste domingo reconduziram Mônica Aguiar ao governo municipal pelos próximos quatro anos.

José Maurício Silva Lima
Eleitor

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

A GREVE CONTINUA

Após rejeitar a proposta dos bancos na própria mesa de negociação, feita no dia 28/9, o Comando Nacional dos Bancários, por considerar insuficiente a proposta, com perdas para os trabalhadores, orienta os Sindicatos que realizem assembleias em suas bases, na próxima segunda-feira, dia 3 de outubro, para debater e organizar os rumos do movimento. Em Fortaleza, a assembleia dos bancários será às 16h30 em primeica convocação e às 17 horas em segunda convocação, na sede do Sindicato (Rua 24 de Maio, 1289, Centro).
O Comando Nacional dos Bancários reiterou que continua à disposição da Fenaban para ter uma proposta que permita resolver a Campanha Nacional sem perdas para os bancários e bancárias. A proposta feita pelos bancos e rejeitada na mesa, previa acordo de dois anos, 7% de reajuste nos salários e abono de R$ 3,5 mil, agora em 2016, e reposição da inflação, mais 0,5% de aumento real, em 2017,
“Os bancos perderam uma excelente oportunidade de resolver a greve mantendo a proposta que provoca perdas nos nossos salários. Fica cada vez mais evidente que é uma decisão tomada fora da nossa mesa de negociação e que dialoga com a intenção de promover uma redução dos salários para atender ao ajuste fiscal que está sendo imposto por este governo. Desde o início da nossa campanha, dissemos que o setor financeiro teve lucros fabulosos e que poderia atender, confortavelmente, às nossas reivindicações. Só um acordo estranho às nossas relações de trabalho poderia explicar esta tentativa de reduzir salários”, afirmou Roberto von der Osten, presidente da Contraf-CUT e um dos coordenadores do Comando Nacional dos Bancários.
“Quando os bancos propuseram um acordo de dois anos, deixamos claro que não poderia trazer perdas e que ainda precisaria contemplar emprego, saúde, vales, creche, piso, igualdade de oportunidades, segurança. Nada disso veio hoje.  A resposta dos bancários tem sido a greve forte, que já entrou para a história com o maior número de agências com as atividades paralisadas e a tendência é de aumentar ainda mais, em virtude da crescente insatisfação dos bancários com os banqueiros”.
Altos lucros
Os lucros dos bancos permanecem nas alturas, enquanto muitos setores registram perdas. Os cinco maiores bancos brasileiros (Bradesco, Itaú Unibanco, Santander, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal) apresentaram, no primeiro semestre de 2016, o lucro líquido de R$ 29,7 bilhões.
A população também sente no bolso a ganância dos banqueiros. Pesquisa divulgada nesta quarta-feira (28) pelo Banco Central, revela que a taxa de juros do cheque especial bateu novo recorde de julho para agosto, e chegou a 321,1% ao ano.
Os juros do cartão de crédito não param de subir. Em agosto, na comparação com o mês anterior, houve alta de 3,5 pontos percentuais, com a taxa em 475,2% ao ano. Neste ano, essa taxa já subiu 43,8 pontos percentuais.
Principais reivindicações dos bancários
Reajuste salarial: reposição da inflação (9,62%) mais 5% de aumento real.
PLR: 3 salários mais R$8.317,90.
Piso: R$3.940,24 (equivalente ao salário mínimo do Dieese em valores de junho último).
Vale alimentação no valor de R$880,00 ao mês (valor do salário mínimo).
Vale refeição no valor de R$880,00 ao mês.
13ª cesta e auxílio-creche/babá no valor de R$880,00 ao mês.
Melhores condições de trabalho com o fim das metas abusivas e do assédio moral que adoecem os bancários.
Emprego: fim das demissões, mais contratações, fim da rotatividade e combate às terceirizações diante dos riscos de aprovação do PLC 30/15 no Senado Federal, além da ratificação da Convenção 158 da OIT, que coíbe dispensas imotivadas.
Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS): para todos os bancários.
Auxílio-educação: pagamento para graduação e pós.
Prevenção contra assaltos e sequestros: permanência de dois vigilantes por andar nas agências e pontos de serviços bancários, conforme legislação. Instalação de portas giratórias com detector de metais na entrada das áreas de autoatendimento e biombos nos caixas. Abertura e fechamento remoto das agências, fim da guarda das chaves por funcionários.

Igualdade de oportunidades: fim às discriminações nos salários e na ascensão profissional de mulheres, negros, gays, lésbicas, transexuais e pessoas com deficiência (PCDs).
Fonte da Informação:
Informativo Eletrônico do Sindicato dos Bancários do Ceará | Sexta-feira, 30 de setembro de 2016
Informe Bancário | imprensa@bancariosce.org.br
Fone: (85) 3252.4266 • Fax: (85) 3253.3996
Rua 24 de Maio, 1289 - Centro • CEP 60.020-001 • Fortaleza/CE

terça-feira, 20 de setembro de 2016